sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Recomeço





Prometa nunca mais me abandonar minha linda borboleta . *



Pois depois vai me dizer :



Eu quis ter a paz,
mas só o que eu ganhei foi agonia.
Tentei preencher minha vida
com sua sombra vazia.
Faz frio aqui. Onde estou?
Acho que talvez eu não suporte
a dor de outra solidão,
talvez eu chore até a morte:
saudade da ultima dose!

Outro dia, outra marca

acho que o sol não brilha hoje,
sob minha lembrança fraca,





Eu vivia em um castelo
me chamavam de princesa:
- Tragam pedras preciosas
ao trono da realeza.
Uma valsa de sorrisos,
as veias nobres da família
saltos, damas e vestidos,
mas a princesa renuncia:



Longe, só e sufocada.
será onde estou perdida?
Quanto tempo vai durar
o pulsar da minha vida?
Eu deixei pra trás,
a única que não me deixou,
como pude abandonar
a única que me salvou?
Salvou-me da nossa vida,
do nosso ódio
da nossa dor,
como posso não amar aquela que me salvou do amor



Me perdoe Anna !



Mas eu sempre estou aqui ..



- Não vou te deixar sozinha! *
- Eu vim te trazer uma flor!

















Diet kisses ;*

4 comentários:

  1. que boom que voce vooltou a postar
    adorei o poema *--*
    força tchal beijos:*
    segue meu blog

    ResponderExcluir
  2. que bom que vc voltou estava com muitas saudades de vc vê se não some,beijo

    ResponderExcluir
  3. que bom que está de volta ao blog flor, tenha muita força e tenha um otimo fds!
    beeijos ;*

    ResponderExcluir